Topo
Paola Machado

Paola Machado

Categorias

Histórico

Ninguém precisa ser exemplo de superação para ter sucesso no treino e dieta

Paola Machado

2011-03-20T19:04:00

11/03/2019 04h00

Crédito: iStock

Eu sempre treinei, sempre me alimentei bem, sempre fiz tudo direitinho e os resultados que consegui são fruto de tudo isso. Para mim, estou fazendo apenas o que qualquer um deve fazer para cuidar da saúde –como escovar os dentes. Mas recebo frequentemente mensagens como: "Nossa, que demais! Você é um exemplo de superação. Está sempre se cuidando mesmo com seus dois filhos".

Não acho que isso seja uma superação, apenas organizo minha rotina para dar conta de fazer tudo o que tenho que fazer. Hoje em dia –talvez por causa da grande exposição nas redes sociais –, algumas pessoas acham que precisam sempre mostrar superação, e muitas vezes acabam problematizando coisas simples para mostrar que estão encarando obstáculos.

Quer exemplos? Para emagrecer, não basta fazer o simples e que dá resultado (reduzir açúcar, industrializados, gorduras ruins e comer mais vegetais, frutas e alimentos integrais). Algumas pessoas querem mostrar que fazer dieta é um sacrifício só para mostrarem superação, e aí zeram o carboidrato, o glúten, a lactose etc. No treino, não basta fazer os cinco treinos semanais de pelo menos 30 minutos. É preciso fazer um aeróbico em jejum pela manhã, um treino militar na hora do almoço e ainda malhar à noite –não estou criticando aqui quem faz isso por que gosta, ok, e sim quem faz só para mostrar o quanto se supera.

Claro que existem exemplos reais de superação: pessoas que enfrentam doenças, problemas físicos, grandes perdas. Mas eles são minoria e devem ser vistos apenas como inspiração. Ninguém precisa criar obstáculos para si mesmo só para ter o que superar. É possível alcançar bons resultados no treino e na dieta sem ser um "super-herói".

A superação é bem relativa. Para alguns a superação motiva a atingir o objetivo, mas para outros a superação soa como se sacrificar por algum objetivo difícil de atingir. Será que você precisa mesmo viver constantemente em busca da superação? Será que você precisa ver algumas coisas que acontecem na sua vida como um grande problema e não como uma etapa do caminho que está construindo? De fato, essa resposta é muito individual e depende da sua opinião com relação a esse tema — lembrem que essa é uma opinião minha, que eu partilho para ampliarmos o pensamento, pois não estou aqui tirando a importância de pessoas que se superaram por motivos complexos e de superação de fato.

Agora vamos falar um pouco de estilo de vida saudável. Se você é uma pessoa que se cobra muito, posso falar uma coisa para deixá-lo bem tranquilo?

Você não precisa correr uma ultramaratona em uma montanha cheia de neve para ser alguém saudável e que faz exercícios. Você não precisa passar a vida toda sem comer glúten, lactose, carboidrato, açúcar e ser o cara que vai no bar e pede uma água, só para ser saudável. Você não precisa se sacrificar e muito menos se superar para atingir um resultado bacana.

Sei que quando nos superamos é prazeroso o resultado. É legal receber elogios, é legal vermos o que fizemos e onde chegamos. Mas será que não é melhor fugir da cobrança da superação? Eu sempre falo que quando jogamos uma pedra para o alto ela atinge uma altura máxima e depois tende a cair –e muitas vezes no mesmo lugar. Sempre que encontramos a perfeição, o topo, o primeiro lugar é demais, mas a tendência de quando não tem mais para onde ir é regredir. Regredir dói, principalmente em pessoas que se cobram tanto.

Então, por que não simplificar? Não precisamos esperar o melhor ou o pior momento para começar. Não faça da sua vida um grande problema ou uma estrada cheia de sacrifícios. Não conseguimos viver dando o máximo de nós todo dia e toda hora. Uma hora espanamos, não tem jeito. Por isso, é melhor equalizar e tentar viver dentro de uma constância –que já é uma missão muito difícil.

Parece balela, mas quando falo aqui inúmeras vezes "Treine três vezes por semana", algumas pessoas pensam: "Lá vem a chata falar mais do que sei!". Não satisfeita, vai lá e treina cinco vezes a primeira semana, a segunda, a terceira e na quarta já começa a encher o saco e deixar para lá. É difícil treinar três vezes por semana a vida toda, faça chuva ou faça sol, estando de férias ou trabalhando, cansado ou não. Somos muito imediatistas. Pensamos naquele dia, naquele momento, naquela semana e não na constância da vida.

A superação é ótima quando é para um momento específico –ir treinar num dia de chuva e frio depois de ter trabalhado até tarde. Mas a superação não pode ser para toda hora e o tempo todo. Se for assim, algo está muito errado. Você pode ter um momento que se superou, mas e os outros momentos em que esteve ok?! Não foram bons? Reforço minha pergunta: é melhor alguns poucos momentos de superação ou vários dias de constância?

Em vez de tentar bater no teto todos os dias e viver em uma constante frustração quando não conseguir, porque não tenta colocar em prática medidas simples e efetivas?

Hoje eu não vou mostrar a solução, como faço nos demais textos. Quero te deixar com perguntas que você deve responder:

1. Por quanto tempo você conseguiu treinar, seriamente pelo menos três vezes por semana?
2. Quantas vezes na sua vida você tentou e parou?
3. Quantas vezes você se superou, atingiu o resultado e jogou tudo para o alto?
4. Quantas vezes você dificultou sua alimentação e não seguiu a dieta pr muito tempo porque ela virou u. sacrifício?
5. Quantas vezes você deixou para segunda?

Comece pelo simples e fazendo o mínimo. Trabalhe o inverso do topo e do teto. A possibilidade de você não se frustar e continuar sempre no processo é muito maior. Você não precisa ser exemplo de superação para melhorar a sua vida, basta você começar e continuar, sem parar.

Sobre a autora

Paola Machado é fisiologista do exercício, formada em educação física modalidade em saúde pela UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo), mestre em ciências da saúde (foco em fisiologia do exercício e imunologia) e doutoranda em nutrição pela UNIFESP. É autora do Livro Kilorias - Faça do #projetoverão seu estilo de vida (Editora Benvirá). Atualmente, atua como pesquisadora, desenvolvendo trabalhos científicos sobre obesidade, e tem um canal de desafios (30 Dias com Paola Machado) onde testa a teoria na prática. Também é fundadora do aplicativo aplicativo 12 semanas. CREF: 080213-G | SP

Sobre a coluna

Aqui eu compartilharei conteúdo sobre exercício e alimentação para ajudar você a encontrar o caminho para um estilo de vida mais saudável. Os textos são cientificamente embasados e selecionados da melhor forma possível, sempre para auxiliar no seu bem-estar. Mas, lembre-se: a informação profissional é só o primeiro passo da sua nova jornada. O restante do percurso depende 100% de você e da sua motivação para alcançar seu objetivo.