Topo
Paola Machado

Paola Machado

Categorias

Histórico

Dez alimentos que auxiliam no emagrecimento

Paola Machado

26/03/2019 04h00

Crédito: iStock

Reduzir peso é o grande objetivo de muitas pessoas atualmente. O problema é que, para boa parte delas, fazer dieta parece ser chato e monótono, e as pessoas desistem após um período.

Entretanto, o processo de educação alimentar e nutricional e a dieta para o emagrecimento podem ter muito sabor e trazer muitos benefícios com a inclusão de alguns alimentos. Elenquei dez ótimas opções para você.

  • Arroz integral É uma boa estratégia comê-lo em vez do arroz branco. Isso vai contribuir com a ingestão de fibras, vitaminas e minerais. Além de ter menor índice glicêmico que o arroz branco,  o integral ajuda no processo de saciedade.
  • Azeite extravirgem Fonte de gordura monoinsaturada (principalmente o ácido oleico) e de compostos fenólicos. Auxilia na saciedade e possui um importante poder antioxidante e anti-inflamatório. Opte por azeite com acidez inferior a 0,5 para desfrutar de maiores benefícios dos seus compostos antioxidantes.
  • Chás Contribuem como uma importante fonte de compostos antioxidantes, os quais modulam o processo inflamatório, oxidativo e auxiliam na manutenção e recuperação da saúde. Alguns chás, quando ingeridos no período noturno, possuem propriedade de melhorar o sono (camomila, passiflora, lavanda), o que é um importante fator para a regulação dos hormônios envolvidos no apetite. Outros chás podem auxiliar no controle de peso, como o chá-verde, chá-branco, fucus e centella asiática.
  • Farelo de aveia Fonte de beta glucana, que auxilia no controle da absorção de carboidratos e gorduras, contribuindo para o controle metabólico e a carga glicêmica da refeição. Pode ser usado em sucos ou com frutas no café da manhã e lanches intermediários. Além disso, apresenta baixo índice glicêmico e contribui com a ingestão de fibras, aumentando a saciedade.
  • Frutas Seu consumo frequente e diário é considerado uma das principais estratégias para o aporte de fibras, vitaminas, minerais e antioxidantes. Recomenda-se a ingestão de 3 a 5 porções de frutas ao longo do dia.
  • Gengibre Possui uma importante ação anti-inflamatória e antioxidante, devido principalmente a um composto chamado gengirol. Além disso, também pode atuar na termogênese. Inclua o gengibre em chás ou sucos e desfrute de seus benefícios.
  • Oleaginosas São considerados alimentos fontes de gorduras mono e poli-insaturadas, além de compostos bioativos. São alimentos que conferem boa saciedade. Ótima opção para o lanche da manhã e da tarde.
  • Verduras e legumes São componentes essenciais nas principais refeições. Junto com as frutas, são os principais fornecedores dos micronutrientes que equilibram o organismo e previnem desenvolvimento de doenças. Para aqueles que afirmam que não gostam desses alimentos, experimente novas formas de preparo, temperos e formas de apresentação. Verduras e legumes devem estar presentes diariamente nas grandes refeições.
  • Sementes As sementes de abóbora, girassol, linhaça e chia são opções que colaboram com a ingestão de gorduras insaturadas, vitaminas, minerais, antioxidantes e contribuem com a saciedade. A ingestão média recomendada é de 2 colheres de sopa ao dia. As sementes podem ser incorporadas no almoço e no jantar, junto à salada, ou nos lanches intermediários, junto a frutas e oleaginosas.
  • Água A ingestão de água dentro das recomendações preconizadas é essencial para o equilíbrio orgânico e do metabolismo. Por isso, garantir a ingestão dos aproximados 2 litros de água ao dia é importante à saúde e a quem quer emagrecer (lembre-se que é necessária a avaliação nutricional para indicar a quantidade correta para o seu organismo). Não gosta de beber água? Experimente fazer águas saborizadas.

É importante pontuar que não existe um alimento considerado milagroso para promover o emagrecimento. O que existe é um padrão alimentar equilibrado, por meio da combinação de um conjunto de alimentos ao longo do dia e das diferentes refeições, garantindo a oferta de nutrientes e compostos bioativos que vão gerar benefícios à saúde. Portanto, varie os alimentos e não se limite a uma dieta monótona e sem cor. Aposte nos alimentos in natura. As quantidades recomendadas variam para cada pessoa, de acordo com as necessidades individuais.

*Colaboração da nutricionista e pesquisadora Dra. Deborah Masquio (UNIFESP)

Referências:
– BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Guia alimentar para a população brasileira / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. – 2. ed., 1. reimpr. – Brasília : Ministério da Saúde, 2014. 156 p.
– Kirwan JP, Malin SK, Scelsi AR, Kullman EL, Navaneethan SD, Pagadala MR, Haus JM, Filion J, Godin JP, Kochhar S, Ross AB. A Whole-Grain Diet Reduces Cardiovascular Risk Factors in Overweight and Obese Adults: A Randomized Controlled Trial. J Nutr. 2016 Nov;146(11):2244-2251.
– Elias S, Wisam S, Luai A, Massad B, Nimer A. Lipotoxicity in Obesity: Benefit of Olive Oil. Adv Exp Med Biol. 2017;960:607-617. doi: 10.1007/978-3-319-48382-5_26.
– Zamora Zamora F, Martínez Galiano JM, Gaforio Martínez JJ, Delgado Rodríguez M. [Olive Oil and Body Weight. Systematic Review and Meta-Analysis of Randomized Controlled Trials]. Rev Esp Salud Publica. 2018 Nov 21;92. pii: e201811083.
– Ebrahimzadeh Attari V, Malek Mahdavi A, Javadivala Z, Mahluji S, Zununi Vahed S, Ostadrahimi A. A systematic review of the anti-obesity and weight lowering effect of ginger (Zingiber officinale Roscoe) and its mechanisms of action. Phytother Res. 2018 Apr;32(4):577-585. doi: 10.1002/ptr.5986. Epub 2017 Nov 29.
– Jane M, McKay J, Pal S. Effects of daily consumption of psyllium, oat bran and polyGlycopleX on obesity-related disease risk factors: A critical review. Nutrition. 2019 Jan;57:84-91. doi: 10.1016/j.nut.2018.05.036. Epub 2018 Jul 12.
– Robitaille J, Fontaine-Bisson B, Couture P, Tchernof A, Vohl MC. Effect of an oat bran-rich supplement on the metabolic profile of overweight premenopausal women. Ann Nutr Metab. 2005 May-Jun;49(3):141-8.
– de Souza RGM, Schincaglia RM, Pimentel GD, Mota JF. Nuts and Human Health Outcomes: A Systematic Review. Nutrients. 2017 Dec 2;9(12). pii: E1311. doi: 10.3390/nu9121311.
– Freisling H, et al. Nut intake and 5-year changes in body weight and obesity risk in adults: results from the EPIC-PANACEA study. Eur J Nutr. 2018 Oct;57(7):2399-2408. doi: 10.1007/s00394-017-1513-0
– Jackson CL, Hu FB. Long-term associations of nut consumption with body weight and obesity. Am J Clin Nutr. 2014 Jul;100 Suppl 1:408S-11S. doi: 10.3945/ajcn.113.071332.
– Wong JMW, Ebbeling CB, Robinson L, Feldman HA, Ludwig DS. Effects of Advice to Drink 8 Cups of Water per Day in Adolescents With Overweight or Obesity: A Randomized Clinical Trial. JAMA Pediatr. 2017 May 1;171(5):e170012. doi: 10.1001/jamapediatrics.2017.0012.

Sobre a autora

Paola Machado é fisiologista do exercício, formada em educação física modalidade em saúde pela UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo), mestre em ciências da saúde (foco em fisiologia do exercício e imunologia) e doutoranda em nutrição pela UNIFESP. É autora do Livro Kilorias - Faça do #projetoverão seu estilo de vida (Editora Benvirá). Atualmente, atua como pesquisadora, desenvolvendo trabalhos científicos sobre obesidade, e tem um canal de desafios (30 Dias com Paola Machado) onde testa a teoria na prática. Também é fundadora do aplicativo aplicativo 12 semanas. CREF: 080213-G | SP

Sobre a coluna

Aqui eu compartilharei conteúdo sobre exercício e alimentação para ajudar você a encontrar o caminho para um estilo de vida mais saudável. Os textos são cientificamente embasados e selecionados da melhor forma possível, sempre para auxiliar no seu bem-estar. Mas, lembre-se: a informação profissional é só o primeiro passo da sua nova jornada. O restante do percurso depende 100% de você e da sua motivação para alcançar seu objetivo.