Topo
Paola Machado

Paola Machado

Categorias

Histórico

Tem dor na lateral da barriga ao correr? Entenda causas e como evitar

Paola Machado

2028-03-20T19:04:00

28/03/2019 04h00

Crédito: iStock

Quase todo mundo já sentiu aquela dorzinha chata do lado do abdômen ao correr, praticar um esporte que envolve corrida –como futebol, basquete — e até ao nadar ou pedalar.

A dor lateral costuma surgir do lado esquerdo ou direito do abdômen, parecendo até uma pontada, que pode variar de uma sensação de cãibra até de perfuração –e chega a ser insuportável, sendo que muitos até param o exercício por conta do desconforto.

Causas

Apesar da ocorrência do desconforto ser extremamente comum, a causa da dor abdominal transitória relacionada ao exercício (DTRE) não está totalmente esclarecida, pois nenhum pesquisador chegou a um só motivo que possa provocá-la.

Vou elencar para vocês algumas causas.

  • Diafragma Embora existam teorias diferentes, a causa mais comum pode ser o resultado de uma cãibra no diafragma, por conta de uma isquemia –seu diafragma pode não estar recebendo sangue suficiente. Enquanto corre, ocorre um aumento da pressão nos músculos abdominais e a respiração mais rápida e constante faz com que ocorra uma expansão dos pulmões. Essas duas ações criam uma pressão dupla, sendo uma pressão dos músculos abdominais e outra da expansão dos pulmões. Assim, o diafragma fica comprimido no meio. Isso faz com que o fluxo de sangue e oxigênio, cause a sensação de cãibra.
  • Estômago Comer alimentos pesados ou beber muito e correr na sequência também não é uma boa estratégia, pois o seu corpo não conseguirá nem trabalhar direito para o processo de digestão, muito menos para o exercício. Isso fará com que sinta dor.
  • Fígado Com a corrida, pode ocorrer a distensão do tecido que sustenta o fígado, causando uma sensação dolorosa do lado direito quando corre.
  • Baço Quando está realizando o exercício, o seu corpo distribui o sangue para os músculos mais ativos. Muitas vezes, pela alta demanda, há um fluxo muito grande dos vasos do baço –que têm a função de armazenar o sangue –, o que acaba gerando um desconforto do lado esquerdo do abdômen.
  • Irritação no peritônio parietal Existe a teoria de que essas pontadas podem ser por conta de uma irritação no peritônio, que é uma membrana que reveste a parede abdominal e ajuda a sustentar os seus órgãos.
  • Respiração Respirar pela boca faz com que ocorra a entrada de muito ar no estômago, liberando o ácido gástrico e causando uma sensação de queimação.
  • Postura A técnica da corrida deve ser levada em consideração. Muitas vezes, as pessoas acham que correr é simplesmente sair correndo. A corrida é mais complexa – dentro da sua simplicidade – do que imaginamos. O ponto principal é atentar-se a postura da corrida. Tente mantê-la ereta e com uma inclinação natural para frente. A postura curvada faz com que ocorra uma pressão no diafragma, causando também a falta de oxigenação do órgão e levando a sensação de pontadas e dores.
  • Sedentarismo e falta de condicionamento Pessoas sedentárias ou com pouco condicionamento podem sofrer com essa dor, por conta da dificuldade de transportar oxigênio.

Como evitar problema

Normalmente a causa da dor lateral é simples e, com a treinabilidade, ritmo respiratório e postura, costuma amenizar ou mesmo desaparecer. Apesar de muitos já terem sentido essa dor, atletas de elite, por exemplo, tendem a relatar que elas diminuem ou mesmo nunca mais apareceram. Veja algumas estratégias para minimizar ou até mesmo evitar esse desconforto.

Antes de uma corrida

Dica 1. Evite alimentos gordurosos

Uma refeição com  alimentos gordurosos pode deixar o estômago mais pesado e aumentar o desconforto diafragmático. Além do mais, pode levar a problemas gastrointestinais por conta da má digestão. Por isso, faça uma refeição leve e aguarde cerca de 1 hora para iniciar o seu treino.

Dica 2. Evite suco de frutas

Um estudo descobriu que beber muito líquido antes do exercício estava associado ao desconforto lateral. Especificamente, o suco de frutas parece causar um desconforto mais frequente, enquanto a água e bebidas esportivas tiveram um impacto menor.

Dica 3. Fortaleça o core

Outro estudo descobriu que o fortalecimento dos músculos transversos abdominais, da região do core, podem reduzir a incidência de dores. Isso pode minimizar e até evitar que ocorra a irritação do peritônio parietal. Além do mais, esses músculos auxiliam na postura, já que ajudam a estabilizar sua coluna.

Dica 4. Preste atenção na sua postura

Atentar-se a postura também pode evitar as dores. Procure manter o tronco ereto e ligeiramente inclinado à frente ao correr. Para vocês terem uma ideia de como a postura influencia no processo, um estudo descobriu que indivíduos com cifose eram mais suscetíveis à dor lateral.

Dica 5. Não pule o seu aquecimento

Embora não existam estudos que provem que um aquecimento pode evitar as dores laterais, aumentar a frequência cardíaca aos poucos antes de uma corrida é sempre uma boa ideia. Você vai preparar seu corpo para o "estresse" do bem que logo virá.

Durante a corrida

Dica 1. Encontre o seu ritmo

Se você está iniciando, respeite seu ritmo. Lembre-se que você tem que cumprir um tempo ou uma distância e não adianta você sair correndo em uma velocidade absurda, pois, além de ficar exausto, pode sentir a dor lateral. Inicie devagar e aumente de acordo com o que o seu corpo pede. Sabemos das nossas limitações. E, se por um acaso passar do seu limite e sentir o desconforto, diminua o ritmo até a sua dor cessar.

Dica 2. Respire com calma e evite respirar somente pela boca

Se você está respirando só pela boca, pode estar correndo em intensidade muito elevada. Reduza um pouco a velocidade e foque na inspiração pelo nariz e expiração pela boca, nariz ou ambos. Procure atentar-se ao ritmo respiratório. Exemplo: toda vez que seu pé direito atingir o solo, expire. Assim você vai condicionando a sua respiração.

Dica 3. Se sentir o desconforto…

Respire profundamente e estenda os braços para cima da cabeça. Alongue o tronco do lado oposto ao do desconforto e volte devagar.

Dica 4. Reponha os eletrólitos e se hidrate

Se sua corrida for muito longa e passar de uma hora, não se esqueça de se hidratar bem. Tome água devagar e aos poucos. A recomendação é ingerir cerca de um copo de água (200 ml) a cada 20 minutos. Em treinos acima de uma hora, também é indicado tomar isotônico para repor os sais perdidos no suor.

Se a dor persistir, procure um médico, pois a dor frequente, principalmente do lado esquerdo, pode ser sinal de algum problema cardíaco. Além do mais, se você sentir essas dores com muita frequência, pode haver um problema com o fluxo sanguíneo para seu intestino. Se a dor for sutil e com pouca frequência, siga as dicas e foque na velocidade, ritmo respiratório e alimentação.

Referências:
– Morton DP, Callister R. Characteristics and etiology of exercise-related transient abdominal pain. Medicine and science in sports and exercise, 2000, Mar.;32(2):0195-9131.
– Morton D, Callister R. Exercise-related transient abdominal pain (ETAP). Sports medicine (Auckland, N.Z.), 2015, Jan.;45(1):1179-2035.
– Pauwels N. Towards evidence based emergency medicine: Best BETs from the Manchester Royal Infirmary. BET 1: Is exercise-related transient abdominal pain (stitch) while running preventable? Emergency medicine journal : EMJ, 2013, Apr.;29(11):1472-0213.
– Morton DP, et al. Effect of ingested fluid composition on exercise-related transient abdominal pain. International journal of sport nutrition and exercise metabolism, 2004, Jul.;14(2):1526-484X.
– Mettler, S.; et al. Osmolality and pH of sport and other drinks available in Switzerland. Schweizerische Zeitschrift für «Sportmedizin und Sporttraumatologie» 54 (3), 92–95, 2006.
– Mole JL; et al. The effect of transversus abdominis activation on exercise-related transient abdominal pain. Journal of science and medicine in sport / Sports Medicine Australia, 2013, Jul.;17(3):1878-1861.
– Morton DP; et al. Influence of posture and body type on the experience of exercise-related transient abdominal pain. Journal of science and medicine in sport / Sports Medicine Australia, 2010, Dec.;13(5):1878-1861.

Sobre a autora

Paola Machado é fisiologista do exercício, formada em educação física modalidade em saúde pela UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo), mestre em ciências da saúde (foco em fisiologia do exercício e imunologia) e doutoranda em nutrição pela UNIFESP. É autora do Livro Kilorias - Faça do #projetoverão seu estilo de vida (Editora Benvirá). Atualmente, atua como pesquisadora, desenvolvendo trabalhos científicos sobre obesidade, e tem um canal de desafios (30 Dias com Paola Machado) onde testa a teoria na prática. Também é fundadora do aplicativo aplicativo 12 semanas. CREF: 080213-G | SP

Sobre a coluna

Aqui eu compartilharei conteúdo sobre exercício e alimentação para ajudar você a encontrar o caminho para um estilo de vida mais saudável. Os textos são cientificamente embasados e selecionados da melhor forma possível, sempre para auxiliar no seu bem-estar. Mas, lembre-se: a informação profissional é só o primeiro passo da sua nova jornada. O restante do percurso depende 100% de você e da sua motivação para alcançar seu objetivo.