Topo
Paola Machado

Paola Machado

Categorias

Histórico

Quais os fatores externos e internos que motivam você a buscar um objetivo?

Paola Machado

18/07/2019 04h00

Crédito: iStock

A motivação é o passo inicial para qualquer mudança em nossa vida. Mas você já parou para pensar que para fazer certas coisas é difícil se motivar? Não é fácil encontrar um gatilho para iniciar uma mudança –principalmente quando tentamos fazer isso sozinhos.

Tem dias que acordamos dispostos a resolver a vida em minuto. Queremos nos alimentar bem, queremos emagrecer, conseguir ganhar massa muscular, ir para a academia, cuidar da beleza, fazer todos os tratamentos possíveis e impossíveis. Mas o dia tem só 24 horas e não conseguimos fazer tudo o que queremos em um só momento. Então, deixamos o que não conseguimos fazer para o outro dia. Porém, no outro dia, você acorda desinteressado com a vida, come uma barra de chocolate, falta na academia, espreme uma espinha que apareceu no rosto por causa do estresse, enfim, joga tudo o que fez no dia anterior por água abaixo.

Motivação intrínseca versus extrínseca

A motivação intrínseca é o ato de fazer algo sem recompensas externas concretas. Você faz isso porque é satisfatório e legal para você –e não por causa de um incentivo ou pressão externa para fazê-lo, como uma recompensa ou um prazo.

Ela pode ser aplicada a todos os aspectos da sua vida e tem se mostrado uma maneira eficaz de melhorar o desempenho. Ao mudar o foco para as recompensas internas de uma tarefa, como satisfação e prazer, você pode motivar-se melhor e aos outros.

A motivação extrínseca é um comportamento baseado em recompensas. É um tipo de condicionamento operante, que é uma forma de modificação de comportamento que usa recompensas ou punições para aumentar ou diminuir a probabilidade de recorrência de comportamentos específicos.

Na motivação extrínseca, recompensas ou outros incentivos são usados ​​como motivação para atividades específicas. Ao contrário da motivação intrínseca, os fatores externos impulsionam essa forma de motivação.

Ser pago para fazer um trabalho ou ganhar uma medalha no fim dz corrida são exemplos de motivação extrínseca. Você pode passar o dia fazendo algo diferente do trabalho, mas está motivado para ir trabalhar porque precisa de um salário para pagar suas contas. Neste exemplo, você é motivado extrinsecamente pela capacidade de arcar com suas despesas diárias. Em troca, você trabalha um número definido de horas por semana para receber pagamento.

A motivação extrínseca nem sempre tem uma recompensa tangível. Também há  recompensas abstratas, como elogios e fama.

Uma grande desvantagem em usar a motivação extrínseca é saber o que fazer quando a recompensa acabar ou seu valor acabar. Há também a possibilidade de dependência da recompensa. A utilidade dos motivadores extrínsecos deve ser avaliada caso a caso e pessoa a pessoa.

Encontre motivação intrínseca para alcançar seus objetivos

O motivo para focar na motivação intrínseca é simples: em muitas coisas que fazemos, especialmente hábitos saudáveis, dificilmente  receberemos muitas recompensas externas –ninguém espera ganhar dinheiro por ter ido malhar ou por comer brócolis, certo?

Diferentes teorias explicam a motivação intrínseca e como ela funciona. A mais reconhecida foi baseada primeiramente nas necessidades e impulsos das pessoas. Fome, sede e sexo são necessidades biológicas que somos levados a buscar para viver e ser saudáveis.

Assim como essas necessidades biológicas, as pessoas também têm necessidades psicológicas que precisam ser satisfeitas para se desenvolver e prosperar. Estes incluem a necessidade de competência, autonomia e relacionamento.

Além de satisfazer essas necessidades psicológicas subjacentes, a motivação intrínseca também envolve a busca e o envolvimento em atividades que consideramos desafiadoras, interessantes e recompensadoras internamente sem a perspectiva de qualquer recompensa externa.

Um exemplo da motivação intrínseca seria participar de um esporte porque é divertido e você gosta disso, não para ganhar  um prêmio. Ou disputar uma corrida porque você acha relaxante ou está tentando bater um recorde pessoal, não para chegar em primeiro lugar.

Fatores de motivação intrínseca

As pessoas são diferentes e isso inclui o que nos motiva e as nossas perspectivas de recompensas. Algumas pessoas são mais intrinsecamente motivadas por uma tarefa enquanto outra pessoa vê a mesma atividade extrinsecamente.

Ambos podem ser eficazes, mas pesquisas sugerem que recompensas extrínsecas devem ser usadas com parcimônia devido ao efeito de superjustificação. Recompensas extrínsecas podem minar a motivação intrínseca quando usadas em determinadas situações ou usadas com muita frequência. As recompensas podem perder seu valor quando você recompensa um comportamento que já era intrinsecamente motivador. Algumas pessoas também percebem o reforço extrínseco como coerção ou suborno.

Compreender os fatores que promovem a motivação intrínseca pode ajudá-lo a ver como funciona e por que ela pode ser benéfica. Esses fatores incluem:

  • Curiosidade Nos leva a explorar e aprender pelo único prazer de aprender e dominar.
  • Desafio Ser desafiado nos ajuda a trabalhar em um nível de trabalho continuamente ótimo para metas significativas.
  • Controle Isso vem do nosso desejo básico de controlar o que acontece e tomar decisões que afetam o resultado.
  • Reconhecimento Temos uma necessidade inata de sermos apreciados e satisfeitos quando nossos esforços são reconhecidos e apreciados pelos outros.
  • Cooperação Cooperar com os outros satisfaz nossa necessidade de pertencer. Também sentimos satisfação pessoal quando ajudamos os outros e trabalhamos juntos para alcançar um objetivo comum.
  • Concorrência Concorrência representa um desafio e aumenta a importância que colocamos em fazer bem.
  • Fantasia Envolve o uso de imagens mentais ou virtuais para estimular seu comportamento. Um exemplo é um jogo virtual que exige que você responda a uma pergunta ou resolva um problema para passar para o próximo nível. Alguns aplicativos de motivação usam uma abordagem semelhante.

Como praticar melhor motivação intrínseca

A seguir estão algumas coisas que você pode fazer praticar uma melhor motivação intrínseca:

  • Procure a diversão no trabalho e em outras atividades ou encontre maneiras de tornar as tarefas interessantes para você.
  • Encontre significado concentrando-se em seu valor, no propósito de uma tarefa e em como ela ajuda os outros.
  • Continue desafiando-se e definindo metas atingíveis  que se concentram em dominar uma habilidade, não em ganhos externos.
  • Ajude alguém em necessidade.
  • Crie uma lista de coisas que você realmente ama fazer ou sempre quis fazer e escolha algo na lista para fazer sempre que tiver tempo ou se sentir sem inspiração.
  • Participe de uma competição e concentre-se na camaradagem e em como você se sai bem em vez de vencer.
  • Antes de iniciar uma tarefa, visualize uma vez que você se sentiu orgulhoso e realizado e concentre-se nesses sentimentos enquanto trabalha para conquistar a tarefa.
Referências:
– Woolley K, et al. It's about time: Earlier rewards increase intrinsic motivation. Journal of Personality and Social Psychology, Vol 114(6). 2018. 
– Silvia PJ. Curiosity and motivation. The Oxford handbook of human motivation. The Oxford Handbook of Human Motivation. 2012.
– Orsini C, et al. How to encourage intrinsic motivation in the clinical teaching environment?: A systematic review from the self-determination theory. J Educ Eval Health Prof.  2015.
– Murayama K, et al. Neural basis of the undermining effect of monetary reward on intrinsic motivation. 2010. 
– Cameron J, et al. Reinforcement, reward, and intrinsic motivation: A meta-analysis. 1994.
– Jovanovic D, et al. Relationship between rewards and intrinsic motivation for learning – researches review.Procedia – Social and Behavioral Sciences. Volume 149, 5 September 2014, Pages 456-460. 2014.
– Lepper MR, et al. Undermining children's intrinsic interest with extrinsic reward: A test of the "overjustification" hypothesis. 1973.
– Sheppard DP, et al. The role of extrinsic rewards and cue-intention association in prospective memory in young children. 2015.

Sobre a autora

Paola Machado é fisiologista do exercício, formada em educação física modalidade em saúde pela UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo), mestre em ciências da saúde (foco em fisiologia do exercício e imunologia) e doutoranda em nutrição pela UNIFESP. É autora do Livro Kilorias - Faça do #projetoverão seu estilo de vida (Editora Benvirá). Atualmente, atua como pesquisadora, desenvolvendo trabalhos científicos sobre obesidade, e tem um canal de desafios (30 Dias com Paola Machado) onde testa a teoria na prática. Também é fundadora do aplicativo aplicativo 12 semanas. CREF: 080213-G | SP

Sobre a coluna

Aqui eu compartilharei conteúdo sobre exercício e alimentação para ajudar você a encontrar o caminho para um estilo de vida mais saudável. Os textos são cientificamente embasados e selecionados da melhor forma possível, sempre para auxiliar no seu bem-estar. Mas, lembre-se: a informação profissional é só o primeiro passo da sua nova jornada. O restante do percurso depende 100% de você e da sua motivação para alcançar seu objetivo.