Topo
Paola Machado

Paola Machado

Categorias

Histórico

Já provou feijão azuki? Conheça seus benefícios e aprenda receita com ele

Paola Machado

30/07/2019 04h00

Crédito: iStock

Você já ouviu falar no feijão azuki? Este é um tipo de feijão (Phaseolus angularis) de cor vermelha e com grãos de tamanho um pouco menor do que o feijão tradicional.

Na China, o feijão azuki é utilizado na medicina tradicional para o tratamento de edemas e de deficiência de tiamina (vitamina B1). Comumente presente na alimentação dos orientais, ele vem ganhando cada vez mais adeptos no Brasil.

O feijão é considerado um alimento que possui elevado teor de fibras e carboidratos complexos, além de ser fonte de fibras, proteínas, ferro, fósforo, magnésio e vitaminas do complexo B. Confira alguns benefícios do feijão azuki:

  • Fornece compostos fenólicos O feijão azuki pode ser considerada uma fonte importante de compostos fenólicos. Dentre os principais compostos fenólicos presentes em sua composição estão as catequinas, epicatequinas, p-cumárico, ácido ferúlico e quercetina. Estas substâncias possuem ação antioxidante, que auxiliam na redução dos malefícios ocasionados pelos radicais livres e alterações metabólicas, como resistência insulínica.
  • Redução do estresse oxidativo Os polifenóis presentes no feijão azuki podem atenuar o estresse oxidativo e a inflamação, reduzindo as chances de desenvolvimentos de doenças relacionadas ao estado inflamatório.
  • Controle glicemia Existem indícios em estudos experimentais que o feijão azuki possui propriedades antidiabéticas, reduzindo a concentração sanguínea de glicose após uma refeição. Esta característica é proveniente da inibição de uma enzima chamada α-glucosidase, que está envolvida no processo de digestão dos carboidratos. Ela é responsável pela quebra de dissacarídeos em glicose, a qual é absorvida pelas células intestinais.
  • Controle do colesterol e triglicerídeos O consumo do extrato de feijão azuki foi capaz de reduzir as concentrações de colesterol total e triglicérides em animais expostos a uma alimentação rica em gordura.
  • Sistema imunológico O feijão azuki também tem a propriedade de modular o sistema imunológico e reduzir a produção de substâncias inflamatórias. Observou-se ainda que o feijão azuki tem se mostrado como um alimento adjuvante na prevenção do câncer.
  • Pressão arterial Em estudos experimentais, o feijão azuki demonstrou efeitos na redução da pressão arterial sistólica de animais hipertensos. Uma das possíveis explicações deve-se ao estímulo na secreção de óxido nítrico, um importante vasodilatador, que regula a pressão arterial.

Apesar de existirem poucos estudos científicos conduzidos em humanos e a maioria dos resultados ser provenientes de estudos experimentais, o consumo do feijão azuki deve ser considerado como uma opção para contribuir com o aporte de compostos antioxidantes.

O feijão azuki pode ser utilizado como substituto do feijão tradicional, ou ainda ser incluído em saladas e sopas. Ele é encontrado em lojas de produtos naturais e em alguns mercados.

Receita de caldinho de feijão azuki

Ingredientes

  • 2 xícaras de feijão azuki
  • 1 cebola roxa cortada em 4 partes
  • 2 dentes de alho inteiros
  • 2 cebolas brancas em cubos
  • 2 dentes de alho amassados
  • Sal a gosto
  • 2 folhas de louro
  • Temperos naturais a gosto
  • 6 xícaras de água filtrada

Modo de preparo 

    1. Cozinhe o feijão na panela com água, as folhas de louro, a cebola roxa, um dente de alho e uma pitada de sal, por cerca de 1 hora ou até que os grãos estejam macios.
    2. Refogue em outra panela a cebola branca e o alho no azeite e reserve.
    3. No liquidificador, bata o feijão e jogue o caldo preparado no refogado de cebola e alho. Acrescente os temperos naturais desejados no final e sirva quente.

Rende 6 porções, sendo que uma porção — prato fundo de 250 gramas — contém cerca de 140 kcal.

*Colaboração da Dra. Deborah Masquio, nutricionista clínica funcional, clínica 12 semanas e pesquisadora da UNIFESP e da nutricionista da clínica 12 semanas Dra. Lívia Tissot (UNIFESP)

Referências:
– Itoh T, Kita N, Kurokawa Y, Kobayashi M, Horio F, Furuichi Y. Suppressive effect of a hot water extract of azuki beans (Vigna angularis) on hyperglycemia after sucrose loading in mice and diabetic rats. Biosci Biotechnol Biochem, 2004; 68:2421–2426.
– Itoh T, Furuichi Y. Lowering serum cholesterol level by feeding a 40% ethanol-eluted fraction from HP-20 resin treated with hot water extract of adzuki beans (Vigna angularis) to rats fed a high-fat cholesterol diet. Nutrition. 2009 ;25(3):318-21.
– Martins, APB et al. EVOLUÇÃO DO CONSUMO DE FEIJÃO NAS REGIÕES BRASILEIRAS DE 2006 A 2009. Nutrire: rev. Soc. Bras. Alim. Nutr.= J. Brazilian Soc. Food Nutr., v. 36, Supl., p. 1-354, 2011.
– Mukai Y, Sato S. Polyphenol-containing azuki bean (Vigna angularis) seed coats attenuate vascular oxidative stress and inflammation in spontaneously hypertensive rats. J Nutr Biochem. 2011 Jan;22(1):16-21.
– Mukai Y, Sato S. Polyphenol-containing azuki bean (Vigna angularis) extract attenuates blood pressure elevation and modulates nitric oxide synthase and caveolin-1 expressions in rats with hypertension. Nutr Metab Cardiovasc Dis. 2009;19(7):491-7.
– Nakaya K, Nabata Y, Ichiyanagi T, An WW. Stimulation of dendritic cell maturation and induction of apoptosis in leukemia cells by a heat-stable extract from azuki bean (Vigna angularis), a promising immunopotentiating food and dietary supplement for cancer prevention. Asian Pac J Cancer Prev.2012;13(2):607-11.
– Yao Y, Cheng X, Wang S, Wang L, Ren G. Influence of altitudinal variation on the antioxidant and antidiabetic potential of azuki bean (Vigna angularis). Int J Food Sci Nutr. 2012 Feb;63(1):117-24.
– Yao Y, Cheng X, Wang L, Wang S, Ren G. A determination of potential α-glucosidase inhibitors from Azuki Beans (Vigna angularis). Int J Mol Sci. 2011;12(10):6445-51.

Sobre a autora

Paola Machado é fisiologista do exercício, formada em educação física modalidade em saúde pela UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo), mestre em ciências da saúde (foco em fisiologia do exercício e imunologia) e doutoranda em nutrição pela UNIFESP. É autora do Livro Kilorias - Faça do #projetoverão seu estilo de vida (Editora Benvirá). Atualmente, atua como pesquisadora, desenvolvendo trabalhos científicos sobre obesidade, e tem um canal de desafios (30 Dias com Paola Machado) onde testa a teoria na prática. Também é fundadora do aplicativo aplicativo 12 semanas. CREF: 080213-G | SP

Sobre a coluna

Aqui eu compartilharei conteúdo sobre exercício e alimentação para ajudar você a encontrar o caminho para um estilo de vida mais saudável. Os textos são cientificamente embasados e selecionados da melhor forma possível, sempre para auxiliar no seu bem-estar. Mas, lembre-se: a informação profissional é só o primeiro passo da sua nova jornada. O restante do percurso depende 100% de você e da sua motivação para alcançar seu objetivo.