Topo
Paola Machado

Paola Machado

Categorias

Histórico

Frutas secas ajudam a enganar desejo por doce e trazem benefícios à saúde

Paola Machado

07/08/2019 04h00

Crédito: iStock

As frutas secas são alimentos que passaram pelo processo de retirada de água, mas que mantêm nutrientes e valor calórico da fruta in natura. Apesar de muitas vezes se tornarem mais comuns no cardápio das pessoas em festas de final de ano, as frutas secas estão disponíveis o ano inteiro e podem fazer parte de uma dieta equilibrada.

Benefícios

– As frutas secas são nutritivas. O damasco, por exemplo, é rico em vitamina A, substância essencial para a visão e o sistema imune.
– Apresentam fibras que contribuem para o funcionamento do intestino. Algumas delas, como a ameixa seca, têm efeito laxativo.
– São consideradas fontes de carboidratos, por isso podem ser usadas no pré-treino para fornecer energia antes do exercício físico.
– Ajudam a diminuir a vontade de comer doces.

Como incluir no cardápio

As frutas secas podem ser incorporadas em várias refeições, principalmente nos lanches intermediários. Mas atenção especial deve ser dada à quantidade consumida, pois elas apresentam um valor energético significativo. Confiram as calorias presentes em 50 gramas de alguns alimentos:

  • Ameixa seca – 127 calorias
  • Damasco – 127 calorias
  • Cranberry – 154 calorias
  • Gojiberry desidratada – 183 calorias
  • Tâmara – 155
  • Uva-passa (50 g) 163

Dicas de consumo 

  • Evite as opções cristalizadas e glaceadas, pois o açúcar eleva ainda mais a densidade energética da porção.
  • Utilize as frutas secas como estratégia para aqueles momentos em que sentir vontade de comer doces.
  • Combinar as frutas secas com as oleaginosas é uma ótima opção para reduzir a carga glicêmica deste alimento.
  • A quantidade a ser ingerida varia de pessoa para pessoa, entretanto, uma porção próxima a uma a duas colheres de sopa por dia, associada a outros alimentos como castanhas, amêndoas, avelã, pode ser considerada uma porção interessante.

    *Colaboração da Dra. Deborah Masquio, nutricionista clínica funcional, clínica 12 semanas e pesquisadora da UNIFESP.

Fontes:
– USP. Tabela Brasileira de Composição dos Alimentos.
– Ministério da agricultura, pecuária e abastecimento. Secagem como Métodos de Conservação de Frutas

Sobre a autora

Paola Machado é fisiologista do exercício, formada em educação física modalidade em saúde pela UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo), mestre em ciências da saúde (foco em fisiologia do exercício e imunologia) e doutoranda em nutrição pela UNIFESP. É autora do Livro Kilorias - Faça do #projetoverão seu estilo de vida (Editora Benvirá). Atualmente, atua como pesquisadora, desenvolvendo trabalhos científicos sobre obesidade, e tem um canal de desafios (30 Dias com Paola Machado) onde testa a teoria na prática. Também é fundadora do aplicativo aplicativo 12 semanas. CREF: 080213-G | SP

Sobre a coluna

Aqui eu compartilharei conteúdo sobre exercício e alimentação para ajudar você a encontrar o caminho para um estilo de vida mais saudável. Os textos são cientificamente embasados e selecionados da melhor forma possível, sempre para auxiliar no seu bem-estar. Mas, lembre-se: a informação profissional é só o primeiro passo da sua nova jornada. O restante do percurso depende 100% de você e da sua motivação para alcançar seu objetivo.