Topo
Paola Machado

Paola Machado

Categorias

Histórico

Para emagrecer treinar é melhor do que fazer qualquer atividade física

Paola Machado

02/09/2019 04h00

Crédito: iStock

Ao ver o título do texto de hoje é bem capaz que muitas pessoas tenham pensado: "Como assim, Paola? Treinar e fazer atividade física não é exatamente a mesma coisa?". Não é, e uma pessoa pode realizar atividade física sem nunca treinar.

Antes de qualquer coisa, é necessário explicar os conceitos:

  • A atividade física é definida como qualquer movimento que envolve a contração dos músculos. Todas as atividades que realizamos ao longo do dia que exigem movimentos, como caminhar, lavar louça, subir escadas, varrer o quintal. Essas atividades fazem com que uma pessoa tenha um estilo de vida ativo e até melhoram a saúde se realizadas em um volume adequado.
  • Já o exercício é uma forma específica de atividade física — atividade física planejada, estruturada, repetitiva e intencional, com frequência, periodicidade e aumento da intensidade, realizada com a intenção de adquirir aptidão ou outros benefícios físicos e à saúde. Realizar musculação, natação, ciclismo, corrida e esportes diversos são formas de exercício.

Atualmente, a recomendação da Organização Mundial da Saúde é realizar 150 minutos de atividade física moderada semanal para reduzir o risco de doenças crônicas como infarto, AVC, diabetes e câncer. E qualquer minuto de atividade física que você realiza no dia a dia pode ser somado para atingir essa meta.

No entanto, quando o objetivo é reduzir a gordura corporal, cumprir essa cota de atividade física tende a não ser tão eficiente quanto seguir uma rotina de treino, que ainda vai contribuir para acelerar o metabolismo e reduzir a ansiedade e o estresse (o que pode minimizar quadros de compulsão alimentar).

Quando treinamos temos metas intermediárias e objetivos finais a cumprir, que nos obrigam a fazer uma atividade mais intensa, geram compromisso e exigem foco em vários aspectos da vida (alimentação, descanso etc.) para atingir uma meta –o que passear com o cachorro não exige, por exemplo, só para citar uma atividade física.

Você faz seu corpo sair do "estado basal" e de atividades simples com o treino. Quando combinamos movimentos que exijam mais do nosso condicionamento com um estilo de vida mais ativo — com menos horas sentados, por exemplo — aí sim teremos resultados na redução de medidas, melhora de composição corporal, melhora de aptidão cardiorrespiratória, melhora de flexibilidade e fortalecimento muscular.

O ganho de condicionamento físico não depende apenas de qual atividade física você faz, mas também de quão intenso e por quanto tempo você realiza o exercício. É por isso que é importante exercitar-se dentro da faixa alvo da frequência cardíaca ao fazer cardio, por exemplo, para atingir um certo nível de condicionamento.

Um programa de exercícios deve incluir elementos projetados para melhorar cada um desses componentes abaixo:

  • Condicionamento cardiorrespiratório A melhora da sua capacidade de praticar exercícios aeróbicos –por meio de atividades como caminhada rápida, corrida, ciclismo, natação, pular corda, remo etc. À medida que você atinge metas de distância ou intensidade, é necessário  estabelecer novas metas.
  • Força muscular Você pode aumentar a força muscular com mais eficiência levantando pesos, usando pesos livres como halteres e barras ou aparelhos de musculação.
  • Resistência muscular Melhora da resistência por meio de exercícios de condicionamento físico, treinamento com pesos e atividades como corrida ou natação.
  • Flexibilidade Melhora do nível de flexibilidade com exercícios de alongamento que são realizados como parte do seu treino ou por meio de uma disciplina como ioga ou pilates, que incorpora alongamentos.

Embora seja possível abordar todos esses componentes da aptidão com um estilo de vida fisicamente ativo, um programa de exercícios pode ajudá-lo a obter benefícios ainda maiores. Aumentar a quantidade de atividade física em sua vida cotidiana é um bom começo –como estacionar a poucas quadras do seu destino para caminhar um pouco mais. Mas, para realmente atingir as metas de condicionamento físico, convém incorporar atividades estruturadas e vigorosas em sua agenda para ajudá-lo a atingir ainda mais metas de condicionamento físico e saúde, pois:

  • O treino gera maior compromisso com a alimentação.
  • Libera endorfina, reduz a ansiedade e traz bem-estar.
  • Há uma maior motivação e objetivo para treinar.
  • Deixa uma sensação de dever cumprido.

Todos esses pontos são essenciais para criarmos uma assiduidade no treino, já que a atividade física são movimentos básicos que realizamos, muitas vezes, sem nem mesmo perceber ou ter um objetivo final.

Sobre a autora

Paola Machado é fisiologista do exercício, formada em educação física modalidade em saúde pela UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo), mestre em ciências da saúde (foco em fisiologia do exercício e imunologia) e doutoranda em nutrição pela UNIFESP. É autora do Livro Kilorias - Faça do #projetoverão seu estilo de vida (Editora Benvirá). Atualmente, atua como pesquisadora, desenvolvendo trabalhos científicos sobre obesidade, e tem um canal de desafios (30 Dias com Paola Machado) onde testa a teoria na prática. Também é fundadora do aplicativo aplicativo 12 semanas. CREF: 080213-G | SP

Sobre a coluna

Aqui eu compartilharei conteúdo sobre exercício e alimentação para ajudar você a encontrar o caminho para um estilo de vida mais saudável. Os textos são cientificamente embasados e selecionados da melhor forma possível, sempre para auxiliar no seu bem-estar. Mas, lembre-se: a informação profissional é só o primeiro passo da sua nova jornada. O restante do percurso depende 100% de você e da sua motivação para alcançar seu objetivo.