Topo

Histórico

Categorias

Liberação miofascial melhora performance e reduz dor muscular pós-treino

Paola Machado

03/12/2019 04h00

Crédito: iStock

Imediatamente antes de um jogo, esqueça o alongamento e opte pela Liberação Miofascial se você quiser ter alta performance! Pelo menos é o que a Ciência do Esporte aponta. Estudos revelam que o alongamento pode de forma imediata promover o aumento da amplitude do movimento mas infelizmente ocasionar também prejuízo na produção de força. Ninguém quer ter menos força para jogar ou para treinar, correto?

Por isso, a liberação miofascial surge como uma estratégia promissora otimizando os ganhos, sem impactar em perda de força em atletas.

Entenda a Liberação Miofascial

A liberação miofascial é uma forma de terapia utilizada por fisioterapeutas que envolve a aplicação de um alongamento de baixa carga e longa duração no Complexo Miofascial (músculo+tecido que o recobre), com o objetivo de restaurar a qualidade do músculo e diminuir a dor.

Essa técnica já é amplamente utilizada na rotina dos consultórios de fisioterapia para tratar diversos quadros de pacientes e ainda melhorar a performance em atletas.

Estudos apontam que a liberação melhora a flexibilidade, aumenta a qualidade nos movimentos durante os treinos, promovendo um maior recrutamento neuromuscular para execução e por isso, levando a otimização de força e de performance.

Pesquisas apontam os benefícios da Liberação Miofascial

Estudos prévios que examinaram o uso da liberação sobre o desempenho de atletas antes de exercícios sugerem um efeito positivo dependente da duração: volumes maiores (120 segundos) são mais benéficos que menores tempos de aplicação de técnica.

Os benefícios da liberação miofascial não se restringem aos esportistas, saiba que até mesmo quem pratica musculação pode se beneficiar e ter mais saúde nos músculos. Estudos sugerem que a utilização da técnica em conjunto com exercícios de alongamento pode acelerar o ganho de flexibilidade.

Em outro estudo foi avaliado o impacto da aplicação de liberação miofascial em uma perna imediatamente após o treinamento intervalado de alta intensidade, sendo a outra perna usada como controle (isso é, não realizou liberação miofascial). Os resultados mostraram que a liberação miofascial diminuiu em 50% a dor muscular em comparação à perna controle. No entanto, apesar desses resultados positivos não foram observadas mudanças na recuperação do desempenho inicial.

A ciência aponta que a liberação miofascial é uma estratégia interessante e eficaz quando o objetivo do treinamento for a otimização do desempenho e potência, pelo aumento imediato da amplitude de movimento articular e mobilidade do corpo.

4 mitos mais citados pelos atletas para os profissionais que trabalham com liberação miofascial

  1. "Antes do jogo é melhor alongar do que perder o tempo nessa liberação miofascial". MITO. Estudos apontam que o alongamento pode ocasionar prejuízo na geração de força. Já na liberação miofascial pode-se otimizar os ganhos, sem prejudicar a força e ainda diminuir o risco de fadiga e lesões
  2. "Não adianta fazer a liberação após jogo ou treino". MITO. Imediatamente após a partida/treino é considerado um momento ótimo para desfrutar dos melhores benefícios para recuperar seu corpo. Para se benefíciar ainda mais desses protocolos de Recovery, do inglês: recuperação ou retorno para o estado normal de saúde físico ou mental, lembre-se que a janela terapêutica é de até duas horas após a atividade física. Isso é, sabe que irá abusar da musculatura em um dia, já reserve uma sessão com seu fisioterapeuta.
  3. "Os efeitos antes e depois da liberação miofascial são os mesmos". MITO. Você irá desfrutar de benefícios diferentes dependendo do momento em que fizer a técnica. Antes do jogo, a liberação promove maior mobilidade e recrutamento neuromuscular, maior desempenho do atleta. Após um jogo, a liberação diminui marcadores de lesão muscular da corrente sanguínea e menor dor muscular tardia. Os estudos apontam que a liberação miofascial é a estratégia mais eficaz para acelerar a recuperação pós-jogos.
  4. "Liberação miofascial é igual a uma massagem relaxante".  MITO. Aos olhos de quem é leigo pode até se parecer com uma massagem. É preciso que o fisioterapeuta entenda a biomecânica do movimento e a maior demanda da musculatura usada durante o jogo, pois será ela a ser trabalhada. Uma das crenças comuns é acreditar que a técnica será relaxante e sem desconfortos. Mas esteja ciente que durante a técnica são liberados os pontos mais contraturados para a soltura, e é bastante comum o atleta sentir desconfortos.

*Colaboração da Dra. Renata Luri, PhD Unifesp e Clínica LA POSTURE e Dra. Juliana Satake, Fisioterapeuta Unifesp e Clínica LA POSTURE

Referências:
– Behara, B.; Jacobson, B.H. The acute effects of deep tissue foam rolling and dynamic stretching on muscular strength, power, and flexibility in division i linemen. Journal of strength and Conditioning Research. 2015.
– Behm DG1, Wilke J2.Do Self-Myofascial. Release Devices Release Myofascia? Rolling Sports Med. 2019. Aug;49(8):1173-1181. doi: 10.1007/s40279-019-01149-y. Mechanisms: A Narrative Review.
– Bradbury-Squires, D.J.; Noftall, J.C.; Sullivan, K.M.; Behm, D.G.; Power, K.E.; Button, D.C. Roller-massager application to the quadriceps and knee-joint range of motion and neuromuscular efficiency during a lunge. Journal of Athletic Training. Vol. 50. Num. 2. 2015. p.133-140.
– Drinkwater EJ, Latella C, Wilsmore C, Bird SP, Skein M.Foam Rolling as a Recovery Tool Following Eccentric Exercise: Potential Mechanisms Underpinning. Changes in Jump Performance.Front Physiol. 2019 Jun 26;10:768. doi: 10.3389/fphys.2019.00768. eCollection 2019.
– Dupuy, O., Douzi, W., Theurot, D., Bosquet, L., &Dugué, B. (2018). AnEvidence-Based Approach for Choosing Post-exercise Recovery TechniquestoReduceMarkersofMuscleDamage, Soreness, Fatigue, andInflammation: A Systematic Review With Meta-Analysis. Frontiers in physiology, 9, 403.
– Eriksson Crommert M, Lacourpaile L, Heales LJ, Tucjer K, Hug F. Massage induces an immediate, albeit shortterm, reduction in muscle stiffness. Scan J Med Sci Sports 2015;25:490-6. doi: 10.1111/sms.12341.
– Sousa, P. A. C., Araújo, V. A., Morais, N. A., Souza, E. S., & Cruz, R. A. R. S. (2017). Influência da autolibertação miofascial sobre a flexibilidade e força de atletas de ginástica rítmica. Revista Brasileira de Pesquisa em Ciências da Saúde, 4(1), 18-25.
– Stecco C, Schleip R. A fascia and the fascial system. J Bodyw Mov Ther 2016;20:139-40. doi: 10.1016/j.jbmt.2015.11.012 8.
– Krause F, Wilke J, Niederer D, Vogt L, Banzer W.Acute effects of foam rolling on passive stiffness, stretch sensation and fascial sliding: A randomized controlled trial.Hum Mov Sci. 2019 Oct;67:102514. doi: 10.1016/j.humov.2019.102514. Epub 2019 Sep 26.
– Laffaye G, Da Silva D, Delafontaine A.Self-Myofascial Release Effect With Foam Rolling on Recovery After High-Intensity Interval Training.Front Physiol. 2019. Oct 16;10:1287. doi: 10.3389/fphys.2019.01287. eCollection 2019.
– Monteiro, da Silva Novaes J, Cavanaugh MT, Hoogenboom BJ, Steele J, Vingren JL, Škarabot J.Quadriceps foam rolling and rolling massage increases hip flexion and extension passive range-of-motion.J Bodyw Mov Ther. 2019. Jul;23(3):575-580. doi: 10.1016/j.jbmt.2019.01.008. Epub 2019 Jan 29.
– Vigotsky AD, Lehman GJ, Contreras B, Beardsley C, Chung B, Feser EH. Acute effects of anterior thigh foam rolling on hip angle, knee angle, and rectus femoris length in the modified Thomas test. PeerJ 3 2015;3:e1281. doi 10.7717/ peerj.1281.

Sobre a autora

Paola Machado é fisiologista do exercício, formada em educação física modalidade em saúde pela UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo), mestre em ciências da saúde (foco em fisiologia do exercício e imunologia) e doutoranda em nutrição pela UNIFESP. É autora do Livro Kilorias - Faça do #projetoverão seu estilo de vida (Editora Benvirá). Atualmente, atua como pesquisadora, desenvolvendo trabalhos científicos sobre obesidade, e tem um canal de desafios (30 Dias com Paola Machado) onde testa a teoria na prática. Também é fundadora do aplicativo aplicativo 12 semanas. CREF: 080213-G | SP

Sobre a coluna

Aqui eu compartilharei conteúdo sobre exercício e alimentação para ajudar você a encontrar o caminho para um estilo de vida mais saudável. Os textos são cientificamente embasados e selecionados da melhor forma possível, sempre para auxiliar no seu bem-estar. Mas, lembre-se: a informação profissional é só o primeiro passo da sua nova jornada. O restante do percurso depende 100% de você e da sua motivação para alcançar seu objetivo.

Paola Machado