PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Categorias

Vai para a praia? Veja dicas do que comer sem culpa na viagem

Paola Machado

07/01/2020 04h00

iStock

As férias de janeiro estão só começando, e muita gente gosta de passar alguns dias na praia para aproveitar o verão. Curtir o calor com os amigos e com a família sempre será muito prazeroso, mas comer bem e sem culpa de aumentar o peso no final do mês pode ser melhor ainda.

De fato, o convívio social faz parte da nossa rotina, e comer em companhia é algo que além de alimentar o corpo, alimenta a alma. Quando estamos fora de casa, na praia, a todo o momento temos que fazer escolhas do que comer dentre as opções disponíveis. Pensando em contribuir com escolhas mais saudáveis neste verão, confira alguns alimentos que selecionamos para vocês:

MILHO VERDE

O milho é uma fonte de carboidrato, ou seja, fornece energia para as atividades do dia. É uma ótima opção para ser consumida no meio da manhã ou tarde, sendo classificado pelo Guia Alimentar Brasileiro como um alimento in natura/minimamente processado. Fornece uma boa quantidade de fibras, que contribuiu para o funcionamento intestinal e para o controle da absorção de carboidratos.

Sugere-se evitar a adição de sal pelo elevado teor de sódio, bem como de margarina, pelo elevado teor de gordura.

ÁGUA DE COCO

A água de coco é um líquido que contribuiu para a hidratação do nosso corpo, pois é composto por 94% de água e possui em sua composição sais minerais, principalmente potássio. É uma ótima opção para ser consumida ao longo do dia e, além de ser natural, apresenta poucas calorias: cerca de 200 ml de água de coco fornecem 44 kcal.

Se você quiser, ainda pode comer a polpa do coco, uma opção que contribuirá na saciedade por conter excelente fonte de gordura, o ácido láurico, o qual possui outros benefícios para a saúde, pois atua no sistema imune, como anti-inflamatório, e no controle do perfil lipídico do sangue.

FRUTAS

Nem sempre é fácil encontrar porções de frutas sendo comercializadas nas praias. Entretanto, um pequeno planejamento e uma rápida passada ao supermercado já resolvem este problema.

As frutas, principalmente com cascas, são opções práticas e viáveis de serem levadas e consumidas nesta ocasião: maçã, pêra (não muito madura), goiaba, ameixa, pêssego, nectarina, mexerica e laranja. Entretanto, antes de consumi-las, garanta a correta higienização para evitar a contaminação por microrganismos.

CASTANHAS E SEMENTES

As castanhas e nozes compõem excelentes petiscos para o seu dia na praia. São fontes excelentes de gorduras mono e polinsaturadas que, além de fornecer saciedade, trazem inúmeros benefícios a saúde quando consumidas em quantidades apropriadas.

A dica essencial é escolher as opções sem sal e sem acréscimo de gordura, pois algumas marcas acrescentam até gordura trans quando torram a castanha.

Caso opte pelo amendoim, prefira as opções mais simples, ou seja, apenas o amendoim torrado. Tente evitar aqueles amendoins com cascas temperadas, como o japonês. Geralmente, a produção destes amendoins inclui a adição de sal e condimentos industrializados, como o glutamato monossódico, que não trazem benefícios a saúde.

BISCOITO DE POLVILHO

O biscoito de polvilho é uma opção muito prática para comer na praia: é crocante, dispensa refrigeração, o que facilita o transporte.

Este alimento é uma fonte de carboidrato, por isso deve ser consumido de maneira consciente para não extrapolar. É um excelente substituto dos salgadinhos de pacotes, possuindo bem menos ingredientes industrializados. Se possível, leia com atenção a lista de ingredientes do produto antes de adquiri-lo e opte por aqueles que têm menos ingredientes desconhecidos.

DICAS FINAIS PARA APROVEITAR A PRAIA COM SAÚDE

  • Hidrate-se constantemente ao longo do dia na praia;
  • Compre alimentos apenas de estabelecimentos confiáveis e que se preocupam com a higiene do manipulador e dos alimentos;
  • Planeje-se para ir ao mercado e comprar opções saudáveis de alimentos para serem consumidos na praia;
  • Limite o consumo de frituras, empanados, bebidas alcoólicas e refrigerantes;
  • Coma de maneira consciente.

*Colaboração da Dra. Deborah Masquio, nutricionista clínica funcional, clínica 12 semanas e pesquisadora da Unifesp

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a autora

Paola Machado é fisiologista do exercício, formada em educação física modalidade em saúde pela UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo), mestre em ciências da saúde (foco em fisiologia do exercício e imunologia) e doutoranda em nutrição pela UNIFESP. É autora do Livro Kilorias - Faça do #projetoverão seu estilo de vida (Editora Benvirá). Atualmente, atua como pesquisadora, desenvolvendo trabalhos científicos sobre obesidade, e tem um canal de desafios (30 Dias com Paola Machado) onde testa a teoria na prática. Também é fundadora do aplicativo aplicativo 12 semanas. CREF: 080213-G | SP

Sobre a coluna

Aqui eu compartilharei conteúdo sobre exercício e alimentação para ajudar você a encontrar o caminho para um estilo de vida mais saudável. Os textos são cientificamente embasados e selecionados da melhor forma possível, sempre para auxiliar no seu bem-estar. Mas, lembre-se: a informação profissional é só o primeiro passo da sua nova jornada. O restante do percurso depende 100% de você e da sua motivação para alcançar seu objetivo.

Paola Machado