PUBLICIDADE

Topo

Organize sua rotina para ter mais saúde e equilíbrio

Paola Machado

14/05/2020 04h00

Crédito: iStock

A cada dia que passa, percebo que as pessoas têm mudado seu tipo de motivação. Antes, em uma grande parte das pessoas se preocupava com estética. Agora, as pessoas estão (quase que a fórceps) mais  preocupadas com a saúde –e espero que essa preocupação se mantenha, de forma equilibrada, claro, já que ela é extremamente importante para fazermos boas escolhas de estilo de vida.

Com essa fase, estamos vivendo uma "montanha-russa" de sentimentos. Em alguns dias estamos tristes, em outros preocupados, em outros mais felizes e ainda há dias que parecem que nem existiram. E assim estamos. Com uma inconstância de sentimentos e do não saber.

Pensando nisso, você tem alguns caminhos e dentre eles se sentar, desanimar, pensar na doença; ou agir, enfrentar e focar na saúde.

Eu opto pela segunda opção. E por isso chegou a hora de estabelecermos uma rotina –seja ela dentro de casa, seja fora. Sei que pensar na rotina e colocá-la no papel é algo extremamente trabalhoso e chato, porém importantíssimo, pois conseguimos nos condicionar a um "roteiro" pré-estabelecido e nossas escolhas são antecipadas e "brifadas".

Organize seu dia

Um dos grandes erros das pessoas é não organizar a rotina previamente. As pessoas simplesmente acordam e deixam o dia levar. Não faça isso. Veja como se programar:

  • Mantenha uma rotina de horário para acordar. Os celulares atuais têm um dispositivo que você programa o horário para se deitar (o aparelho desliga) e acordar. Existem algumas bands e apps para celular com função de despertar no melhor momento do seu sono para isso. Se o seu despertador está para tocar às 7h, o acessório analisa o melhor horário para despertar entre às 6h30 e 7h, de acordo com a sua frequência cardíaca.
  • Após acordar, tenha uma rotina estabelecida. Escove seus dentes, tome seu banho e sente-se para tomar seu café da manhã.
  • Tenha já estabelecidos os seus lanches intermediários, que podem ser frutas, cereais, iogurtes, castanhas etc.
  • Estabeleça o que será seu almoço e jantar e quais serão suas escolhas.
  • Se costuma malhar pela manhã, deixe sua roupa de treino separada já na noite anterior.

Quando estabelecemos uma rotina, a probabilidade de seguirmos à risca é muito maior.

Defina as horas de trabalho

Com o home office às vezes parece que o trabalho não tem fim. E para quem tem filho, aí que o trabalho não acaba nunca mesmo. Definir um horário e uma rotina de trabalho é importante para a vida. Se você trabalhar das 8h às 17h, por exemplo, evite ir além desse horário.

Mantenha a mesma rotina que tinha na empresa. Tente fazer suas refeições e pausas nos horários de costume. Comece a avaliar os momentos que é mais produtivo e, nesse período, tente realizar a maior parte do seu trabalho –ou pelo menos as mais complexas, mas é claro se você tiver flexibilidade para fazer essa escolha.

Defina uma área de trabalho em casa. Seja na sala, seja uma mesa na cozinha, seja no escritório. Ter uma área de trabalho ajudará a criar limites necessários para distribuir o tempo de trabalho e todas as outras atividades do seu dia.

Planeje as refeições e horários

Essa não é uma boa hora para fazer dietas radicais muito menos restrições mirabolantes. Pensem que estamos vivendo uma fase um tanto quanto diferente de tudo o que já passamos. Por isso, precisamos preservar nossa saúde mental e física, mantendo sempre o equilíbrio.

Entenda essa fase como um bom momento para começar a avaliar e entender sua alimentação, se concentrar no que come, tirar fotos dos pratos trazendo para consciências ações inconscientes e por impulso, ter atenção na alimentação, programá-la, desligar o celular no momento das refeições — já que estamos o dia todo expostos às telas — e foque na sua saúde.

Aumente os passos em casa

Quanto mais tempo ficamos sentados, mais queremos ficar sentados. Isso é fato. Quando íamos ao trabalho, já dávamos uma quantidade baixa de passos por  dia. Imagine então agora, trabalhando de casa? Saiba você que a atividade de vida diária é diferente do exercício físico planejado. Mesmo que malhe uma hora por dia, por exemplo, você pode ter uma vida inativa.

Por esse motivo, contabilizar passos tem que ser sempre além do exercício. Coloque um cronômetro para levantar um pouquinho de 20 em 20 minutos, para pegar uma água, por exemplo. De uma em uma hora, dê uma volta pela casa. Se for dar uma volta na rua com seu cachorro e morar em prédio, suba de escadas. Inclua movimentações simples durante o seu dia. Isso ajudará muito a manter-se ativo.

Treine regularmente

Academia fechada não é motivo para não treinar. Hoje, temos várias aulas ao vivo e treinos disponíveis na internet –confira aqui um treino iniciante para fazer em casa. O mais importante é sempre ter bom senso com relação a percepção de esforço, suas limitações e dores diferentes de dores musculares.

Destine um momento do seu dia para se exercitar –reforço que estou fazendo lives de treinos no meu Instagram (@machado_paola) todas as segundas-feiras, às 19h30, e todas as terças e sextas, às 19h. Faça o possível para recriar o processo de preparação para o treino, como se a academia ainda estivesse aberta. Coloque sua roupa de treino, seus tênis, uma música (se gostar, claro) e comece. Iniciar é a parte mais difícil. Se você conseguir apenas cinco minutos de aquecimento, é provável que termine o treino.

Além do mais, uma bela caminhada ou um passeio ao ar livre é muito importante para aliviar o estresse e focar na saúde mental.

Tenha uma boa noite de sono

Dormir bem é essencial para reduzir o estresse no organismo e evitar problemas de saúde. Estas dicas podem ajudar você a dormir melhor no isolamento:

  • Mantenha uma rotina regular
  • Não cochile excessivamente
  • Realize exercícios
  • Filtre as notícias
  • Limite a exposição à luz azul antes de dormir
  • Evite beber álcool em excesso

 

 

Sobre a autora

Paola Machado é fisiologista do exercício, formada em educação física modalidade em saúde pela UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo), mestre em ciências da saúde (foco em fisiologia do exercício e imunologia) e doutoranda em nutrição pela UNIFESP. É autora do Livro Kilorias - Faça do #projetoverão seu estilo de vida (Editora Benvirá). Atualmente, atua como pesquisadora, desenvolvendo trabalhos científicos sobre obesidade, e tem um canal de desafios (30 Dias com Paola Machado) onde testa a teoria na prática. Também é fundadora do aplicativo aplicativo 12 semanas. CREF: 080213-G | SP

Sobre a coluna

Aqui eu compartilharei conteúdo sobre exercício e alimentação para ajudar você a encontrar o caminho para um estilo de vida mais saudável. Os textos são cientificamente embasados e selecionados da melhor forma possível, sempre para auxiliar no seu bem-estar. Mas, lembre-se: a informação profissional é só o primeiro passo da sua nova jornada. O restante do percurso depende 100% de você e da sua motivação para alcançar seu objetivo.